Quatro meses de blog…

maio 26, 2008 at 7:29 pm (Uncategorized)

Antes destes quatro meses não tinha noção de como fazer ou mexer em um blog.

Por não ser uma apreciadora do mundo digital sofri com a idéia de construir um blog.

Como o blog fazia parte da avaliação semestral da faculdade eu não tinha escapatória. Respirei fundo e comecei a fazer meus “posts”. Com o passar do tempo mudei minha opinião em relação à isso…

Percebi que o blog me possibilitava uma maior interação com este mundo obscuro e até então pouco explorado.

O fato de ter que escrever dois post por semana fez com que eu aprendesse a me expressar melhor com as palavras, o que fez minha escrita melhorar.

Além disso, as leituras obrigatórias e os posts sobre assuntos de meu interesse me fizeram adquiri conhecimento tanto relacionado à minha área (publicidade) quanto sobre as ferramentas e funções que mundo digital nos disponibiliza.

Fora isso, pude trocar informações a partir da leitura de blogs conhecidos (alunos da faculdade) e desconhecidos sobre diversos temas.

Acredito que esta atividade proposta pelo professor  foi um jeito diferente de nos aproximar do meio digital que é muito útil em nossas vidas tanto profissionais quanto particulares já que hoje, quem não tem contato com este meio não faz nada, não sabe nada. 

Ainda não posso afirmar que me “apaixonei” pelo meu pc, mas estamos nos entendendo…

 

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário

Gremlins

maio 26, 2008 at 6:05 pm (Uncategorized)

A novo comercial da British Telecom conta com a participação de antigos conhecidos, personagens que surgiram e tiverão sucesso de bilheteria em 1984 : os Gremlins.

Paradoxalmente  os “bichinhos” que foram criados para estrelar um filme infantil, agora estão gerando muita polêmica por aparentemente estarem assustando as crianças.

A peça, criada pela agência Swarm retrata a invasão sorrateira dos pequenos mostrinhos a um escritório durante a noite. O caos (muito presente nas aventuras retratadas no filme) se instaura com a destruição de cabos,computadores e impressoras realizada pelos personagens.

O intiuto é promover o serviço da companhia, ressaltando que nunca se sabe quando o problema pode aparecer por isso a British Telecom oferece aos seus clientes um serviço de telecomunicação disponível 24 diárias e sete dias por semana.

O anúncio está sendo investigado pelo The Guardian, o órgão que regula a publicidade no Reino Unido (Asa), por ter recebido muitas queixas de pais que afirmam que a peça estaria provocando medo nas crianças, já que é veiculado no intervalo de programas a tarde. Sendo assim, sua transmissão corre o risco de ser vetada.

 

 

 

Link permanente Deixe um comentário

“O caos de São Paulo organizando nos blogs”

maio 19, 2008 at 7:46 pm (Uncategorized)

São Paulo, a cidade da garoa, a cidade que nunca dorme, a cidade dos negócios, da desigualdade social, dos estressados, dos bons restaurantes… São Paulo a cidade de mil faces.

Cada um sente, vê e conhece esta cidade de um jeito diferente. Mesmo vivendo na mesma cidade, a minha São Paulo pode não ser a mesma que a sua São Paulo. O legal é que agora podemos conhecer um a São Paulo do outro.

A partir da leitura do artigo “O caos de São Paulo organizado nos blogs” publicado no último domingo, dia 18 no jornal O Estado de São Paulo é possível constatar que os blogs são a maneira mais eficiente e rápida de se compartilhar idéias, opiniões, experiências e até mesmo reclamações.

Vários blogueiros participaram da matéria e cada um em seu respectivo blog falava da cidade de São Paulo de um ângulo diferente. Quero destacar aqui o blog do jornalista Joaquim de Carvalho que foi criado à pedido de seus vizinhos.

Constituído por diversos assuntos (desde reclamações à amenidades) este blog desempenhou uma importante função: após Joaquim ter postado uma reclamação sobre a falta de iluminação em uma praça providências foram tomadas logo no dia seguinte. A prefeitura trazia à praça uma nova iluminação.

Percebe-se aqui o grande poder de agilidade e de mobilização que esta ferramenta possui.

É preciso aproveitar-se disto, desta possibilidade de se tornar o agente criador,  o formador de opinião, o ser mandante deixando de ser um mero funcionário.

Acredito que a população moderna e conhecedora deste meios está ganhando cada vez mais autonomia podendo usa-lá para reivindicar seus direitos e melhoria em suas cidades.

 

 

 

 

Link permanente Deixe um comentário

Sons da metrópole divulgam sucos Ades

maio 19, 2008 at 5:58 pm (Uncategorized)

Nessa última sexta, 16 e sábado, 17  as grandes metrópoles São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba pararam um instante para observar uma ação realizada pela Ades em parecria com a agência Power 4 que promovia a última novidade da marca: a adição de vitaminas e minerais na formulação das bebidas.

A estratégia usada foi uma intervensão urbana que mescalva dança e música eletrônica em pocket shows ralizados em pontos de grande circulação de pessoas como parques, shoppings e estação de metrô.

Isto para que fosse mostrado ao público que Ades pode complementar de uma forma gostosa e divertida as atividades cotidianas. Associando-se assim, o suco à energia. Partindo desta idéia de aproximação com o dia-a-dia,  tem-se “barulhos” marcantes deste grandes centros, como buzinas e trens transformados em música.

A ação foi inspirada na intervenção Frozen Grand Central mostrada na última aula do professor Eric. Uma mobilização realizada por 207 pessoas que ficaram congeladas, ao mesmo tempo, por quase dois minutos na estação de metrô ” Gran Central ” em Nova York.

Em uma segunda fase, a campanha se estenderá a mais cidades brasileiras e será promovida uma degustação com carrinhos sonoros.

Apoiando a intervenção um hotsite viabilizará um concurso onde os consumidores criarão suas próprias músicas através de sons da cidade. Estas estarão disponíveis na página e poderão ser baixadas como truetones. As três melhores serão premiadas com ipods.

Forão utilizados também teasers veiculados no jornal Destak- bailarinos distribuiram o jornal nas ruas de São Paulo – e em Curitiba e Rio de Janeiro projeções em fachadas dos prédios forão os astros da vez, convidando o público para os shows.

 
 
 

 

 


 
 
 

 

 


 

Link permanente Deixe um comentário

A era 2.0

maio 14, 2008 at 8:48 pm (Uncategorized)

O texto “PR 2.0 e a polêmica de Chris Anderson” descreve a necessidade de adaptação aos novos meios de se fazer publicidade e critica o uso errôneo pelas empresas de suas relações públicas.

Com o crescimento e avanço do mundo digital, linguagens publicitárias antigas como mídias impressas e televisivas vêem perdendo cada vez mais, seu espaço para uma nova e diferenciada linguagem que se utiliza da internet como meio.

Ferramentas como blogs,fotologs,twitter,youtube estão cada vez mais presentes em campanhas publicitárias.

Porém, mudanças precisam ser feitas. As corporações devem entender que para entrar neste “novo mercado” e obter sucesso são necessárias primeiramente ações internas. O conhecimento e entendimento dos clientes são primordiais para que se concretize um bom e duradouro relacionamento.

“É preciso aprender a se relacionar com o seu público do jeito que cada um dos seus públicos espera que você se relacione com ele”

Deve – se, portanto, mudar o conceito das relações públicas tendo em mente que são de suma importância por serem responsáveis pela reputação, crescimento e credibilidade da organização.  

Assim, será possível a formação de uma Web 2.0 que nada mais é do que um estabelecimento de relações transparentes e honestas entre o cliente e a empresa, as quais permitem um compartilhamento de conteúdo e idéias além de um engajamento e escuta de seus consumidores.

É preciso ceder o controle e estar aberto a mudanças. É preciso que se estabeleça uma relação de parceria entre a corporação e  o cliente.

E para tanto é preciso primeiramente entender e interagir com esta nova linguagem hipermidiática.

 

Link permanente 1 Comentário

Preconceituosa ou Humorística?

maio 12, 2008 at 5:33 pm (Uncategorized)

O marketing viral já virou mania no mundo publicitário. Com uma rápida repercurssão e baixo custo esta é a mais nova alternativa para se fazer publicidade.

Foi até mesmo criado um verbo para designar o ato de tornar algo conhecido na internet : ” viralizar” .  

Aproveitando este embalo a DM9 juntamente com a Cia Athletica criaram uma ação viral muito polêmica.

Inspirado na lei cidade limpa o vídeo, estilo pegadinha, conta com dois atores contratados que se passam  por fiscais públicos. Andando pelas ruas os fiscais autuam pessoas obesas, que usam camisetas enormes com marcas expostas. 

Comparadas à outdoors ambulantes, as pessoas abordadas tomam multa pelo fato de que a lei cidade limpa proibe mídias exteriores pelas ruas da cidade de São Paulo.

A produção termina com a assinatura : “Fique em Forma” e em seguida surge o logo da Cia Athletica.

Sua repercurssão foi polêmica, com contradições entre  pessoas que consideram tal ação humorística e outras que a definiram como preconceituosa e de mal gosto.

A sacada foi boa, porém, deixou uma grande margem para críticas. Afinal, não é todo mundo que aceita que ridicularizem suas características fisícas.

E para que a ação faça sucesso é preciso que haja uma grande aceitação de seu público.

O vídeo está temporariamente fora do ar no site de vídeos youtube depois de ter sido acessado mais de duas mil vezes.

Encontrei o vídeo em uma página não oficial criada para se manifestar contra à ação. Para quem estiver muito curioso, entre e tire suas próprias conclusões: http://viralathletica.blogspot.com.

A imagem acima, é um anúncio feito para a Cia Athletica em parceria também com a agência DM9. A peça apresenta o mesmo conceito do viral citado. Porém, são duas ações diferenciadas. A imagem foi escolhida somente para que se fosse feita a ilustração deste post.  

 

 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

Link permanente Deixe um comentário

O privado que virou público

maio 6, 2008 at 7:29 pm (Uncategorized)

Hoje, com a facilidade da tecnologia e a necessidade de contato, as pessoas se contaminaram pela modernidade que dita a ordem: se expor. Assim, revelam suas características pessoais se integrando no circulo da comunicação. Tudo é muito diferente do tempo de nossos pais e avós onde tudo era muito mais privado.

 As pessoas procuram a exposição, o culto pela boa imagem é unânime. Todos almejam os famosos 15 minutos de fama. Surgem os paparazzis, os reality shows “zelando” por esta “vitrine”.

Este culto vem da era da imagem imperada pelo uso de material plástico, ferramenta maleável e muito utilizada na produção de novo e diferenciado design. Isto se refere também aos produtos de consumo onde o que vale é se destaca em meio a tantos outros.

A padronização entra em decadência e a personalização impera no mundo contemporâneo. Produtos diferenciados tornam-se verdadeiros objetos de desejo. A cor dos eletrodomésticos é escolhida de acordo com a preferência do cliente bem como a customização das roupas.

A busca pelo diferente e único é almejada por todos. A personalização se amplia chegando ao mundo digital no formato de ” home page pessoal” seguido dos blogs e, recentemente, em forma de portais de relacionamento como Orkut e Twitter, com os quais é possível colocar informações pessoais como suas fotos, opiniões e gostos.

A vida torna-se totalmente exposta.

Mas até que ponto se tem controle sobre essa falta de privacidade?

É muito legal poder compartilhar informações com os amigos e colegas porém, a internet é um local totalmente público permitindo assim a ” invasão” de qualquer um nos portais ditos “pessoais” . Estes “invasores” poderão se apropriar e utilizar as informações como bem entenderem. Aqui, entra o fato do mundo digital possibilitar a formação de um usuário ativo e produtor. Embora isto seja positivo, ao mesmo tempo torna-se negativo pela falta de controle sobre a produção de conteúdo elaborado por cada internauta.

 Outro exemplo é a sede insasiavél dos paparazzis de plantão que vigiam a todo instante a vida de celebridades em busca de um escandâlo. Por outro lado, essas celebridades “necessitam” alimentar este sistema para permanecerem na mídia. Com isto um circulo vicioso acaba se formando devido ao grande mercado consumista doente por informações. Foi exatamente este o motivo da trágica morte da princesa Diana: ambição e curiosidade desmedida.

Acredito que sejam necessários limites para que haja controle sobre o “público-privado” .

 Post escrito a partir da leitura do texto ” Vivemos em plena era da exposição ” .

Link permanente Deixe um comentário

” Take it to the next level “

maio 5, 2008 at 5:19 pm (Uncategorized)

Conhecida por seus comerciais que emocionam boleiros de plantão através de suas imagens de grandes e fantásticas jogadas de futebol feitas por grandes craques, a Nike lança um novo comercial.

Não fugindo à esta linha, o comercial de dois minutos de duração é constituido de grandes jogadas e craques como Ronaldinho Gaúcho porém, com um diferencial que vem causando especulações e alvoroço no meio internáutico: o personagem principal, um jogador anônimo, não aparece em nenhum instante na tela.

Como a camêra subistitui a visão do jogador é possível que o espectador sinta exatamento o que se passa com os jogadores tanto em campo (a torcida burbulhando, os famosos craques bem de perto, as jogadas)  como fora dele também (na festa com a bela namorada e nos treinos puxados).

O comercial foi feito de forma cronológica onde o começo é o início do jogador em um pequeno clube passando pela seleção de um olheiro até a conquista da entrada no Arsenal.

O final do filme remete ao seu início. O atleta, já na seleção dispara em direção ao gol, recebe uma falta e vai parar no chão. O adversário toma cartão amarelo. E ele, com a respiração acelerada, se prepara para a cobrança. Chuta e surge a assinatura ” Take it to the next level “.

 

 

 

 

Link permanente Deixe um comentário

Twittermap e Twittervision

abril 29, 2008 at 7:21 pm (Uncategorized)

 

Twitter map é um programa localizador.

 

Este  permite que se localize exatamente usuários do Twiiter mostrando o pais,cidade,bairro e até mesmo a rua da pessoa que está sendo pesquisada. Juntamente com a localização é mostrado o último comentário feito no Twitter pela pessoa em questão.

 

Ao entrar no site há um campo que deve ser preenchido com o nome do usuário que se quer encontrar. A localização  é feita através da representação digital de um mapa e uma seta laranja aponta a posição.

 

O Twittervision  é um site com visualização geográfica.

Aqui, os usuários do Twitter ficam pipocando com suas fotos e mensagens em um mapa-mundi.

 Este mapa, possui a opção de ser visualizado também em 3D. As mensagens mostradas são as atualizações mais recentes do que as pessoas estão fazendo naquele momento postadas no Twitter.

 

O uso do mouse como interface interativa (liga o usuário à máquina) é constante neste dois tipo de Twitter. O internauta transita livremente pelos mapas através do mouse.

 

Como estes recursos proporcionam uma interatividade à seus usuários ocorre um contato ,cada vez maior, com este mundo hipermidiático.

 

Assim, formam-se usuários ativos e conhecedores do sistema. Tornando possível a manipulação destas ferramentas para a produção de conteúdo viral e a comunicação boca-a-boca.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Link permanente Deixe um comentário

Persolanize suas notícias!

abril 29, 2008 at 1:29 pm (Uncategorized)

Feed ou RSS é um programa onde os usúarios cadastrados selecionam as informações e sites de seu interesse.

As informações são recebidas pelos usuários  em formato de e-mail. Assim, não há a necessidade de se visitar efetivamente o site em si. Sempre que for adicionado um novo artigo ou notícia o internauta cadastrado receberá a informação imediatamente.

Com o feed as informações tornam-se personalizadas. É possível aqui, fazer-se uma relação com o tipo de leitor imersivo, de Lúcia Santaella, que é aquele que determina o caminho de sua própria leitura a personalizando por um leitor de cultura digital.

Partindo da idéia de personalização muito presente nos dias de hoje tem-se a ferramenta igoogle que é uma página personalizada do site Google a qual é possível adicionar-se além de notícias de seu interesse, fotos, previsão do tempo, sua página do orkut, calendário, agenda e tudo que desejar da web na sua página. é algo mais completo do que o feed.

Pensando-se em adaptação dos meios onde há o acúmulo de cultura, pode-se relacionar este novo modo de se fazer leitura de notícias com o jornal.

 Com a modernidade e avanços tecnológicos criam-se novos meios, mais personalizados e interativos porém, isso não significa a extinção de outros meios.

Acredito que esta interatividade que disponibiliza ao usuário um poder de decisão e  uma maior escolha está nos transformando de leitores passivos à leitores ativos e atuantes aumentando nossa relação com este novo e ainda pouco conhecido que é a internet.

 

 

Link permanente Deixe um comentário

Next page »